Manuteção Preventiva Impressoras Laser

A manutenção preventiva da impressora a laser quase sempre evita os problemas antes que eles ocorram. Com isso, abaixo vamos dar algumas dicas para você prolongar a vida útil da sua impressora a laser e toners.

Estas impressoras possuem um sistema de impressão a laser baseado na fusão, ou queima do pó de toner diretamente no papel através de altas temperaturas. O mecanismo responsável por esta atividade é o fusor, que para funcionar perfeitamente exige alguns cuidados.

Na hora de imprimir, jamais utilize papéis sujos, rasgados ou amarrotados, pois ao utilizá-lo nessas condições você aumenta os riscos de as folhas ficarem enroscadas na impressão, provocando o desgaste antecipado das engrenagens.

Antes de realizar qualquer manutenção, desconecte a impressora e deixe-a esfriar.Um pano umedecido com água é suficiente para limpar o gabinete; não use limpadores à base de amônia sobre ou ao redor da impressora.

Se caso ocorrer de cair qualquer objeto dentro da impressora não imprima até que este seja retirado, visto que esses objetos podem danificar algumas peças da impressora a laser.

Procure manter sua impressora a laser em ambiente seco ou com pouca umidade preferencialmente.  E ao imprimir etiquetas pela sua impressora laser, verifique se elas suportam altas temperaturas. Etiquetas que não suportam altas temperaturas podem se soltar durante a impressão, causando o atolamento do papel.

Os cartuchos de toner da impressora a laser também precisam de cuidados.  O toner possui um cilindro sensível a luz e é necessário atenção para não danificá-lo.

Para isso não ocorrer, nunca toque ou limpe o fotorreceptor e não exponha o cilindro a luz por mais tempo que o necessário para a substituição. Os cartuchos abertos devem estar em uso. Caso tenha aberto por engano, mantenha-o dentro de um saco plástico preto.

E por fim, se você pretende enviar o cartucho utilizado para reciclagem, recomenda-se também mantê-lo ao abrigo de luz dentro de um saco plástico preto

Manuteção Preventiva Impressoras Jato de Tinta

Temos visto nos últimos anos um problema frequente em impressoras jato de tinta: Quebra do Atuador. Essa peça tem a finalidade de acoplar as engrenagens responsáveis pelo tracionamento do papel, ao tracionamento do mecanismo de limpeza e tração do papel, visto que se trata apenas de um motor para acionamento dos mecanismos citados. O componente, de material plástico, sofre constantemente com solavancos, pressão forte e com a ação das próprias engrenagens.

Com o desgaste natural a peça pode trincar ou quebrar. Nesse ínterim a impressora emite estalos altos e repetitivos [...]. A troca frequente desse componente nos leva a crer que não somente a falta de qualidade em sua fabricação é a causadora de sua precoce avaria. Invariavelmente temos percebido que a quebra desse componente vem associada à falta de manutenção preventiva completa, cujos procedimentos são desmontagem completa do equipamento, lavagem das peças possíveis, limpeza com produtos adequados nos restantes dos componentes, montagem, lubrificação, calibração e alinhamento dos mecanismos.

As impressoras da marca Epson (jato de tinta) possuem um contador interno de impressões (contador de Feltro de Resíduos) que acusa quando é necessária a Manutenção Preventiva Completa da Impressora. Quando esse contador acusa o fim da vida útil desse feltro, responsável pela armazenagem de todo resíduo líquido de tintas proveniente da limpeza dos cartuchos, a impressora acusa em seu driver de impressão e painel a necessidade do envio do equipamento à uma Assistência Técnica Especializada, para que sejam feitos os procedimentos necessários.

Talvez a falta desse mecanismo nas impressoras HP, líder de mercado atual seja o grande vilão das impressoras serem utilizadas até que haja a quebra do componente citado. A manutenção preventiva completa deve ser realizada em uma periodicidade frequente, segundo o uso junto ao cliente. Para usuários domésticos indicamos de oito a 12 meses de intervalo, já para empresas sugerimos a necessidade do procedimento a cada seis meses. Passado esse período temos um acúmulo grande de resíduos em toda a impressora, não somente em seu conjunto de limpeza, mas também em placas e componentes eletrônicos, causando erros graves.

Durante a manutenção é possível que verifiquemos todos os componentes com mais atenção, como os estados das borrachas no caminho do papel, molas de pressão, engrenagens, correias, travas e todos os componentes responsáveis por uma impressão perfeita. Se necessário temos a possibilidade de substituí-lo antes que causem algum dano maior no equipamento. Evitando assim que o equipamento deixe de funcionar importunamente na hora que o cliente mais precisa imprimir.

Pense nisso: prevenir sempre foi e sempre será a forma mais eficaz de evitar problemas futuros.

Instrua seus clientes a enviarem as impressoras ao fim do período estipulado, criem mecanismos que os alertem o fim do prazo estipulado para a manutenção preventiva completa dos equipamentos de seus clientes, para que possam alertá-los da necessidade de envio para limpeza completa. Isso agregará mais qualidade aos seus serviços prestados e confiança junto a sua clientela.

Por Eduardo Paglioni – revista Recicla Mais

Tecville Consultoria Técnica em Impressoras

Rua: Waldemiro José Borges, 1595 - Bairro: Boehmerwald
CEP: 89235-150 - Joinville/SC
Telefone: (47) 99941-1641